All for Joomla All for Webmasters

5 dicas para perder o medo de rodar com a sua moto

Muita gente compra sua primeira moto e tem medo de usá-la. No começo é assim mesmo, o medo é um aliado que pode nos salvar. Saiba como conviver com ele 

Ganhar tempo é apenas uma das vantagens de usar uma motocicleta. Ela também permite economizar dinheiro, viajar, enfim, se divertir. Mesmo quem já tem a Carta de Moto (CNH, categoria A) tem medo de usar a moto. Muitos ficam no ônibus lotado enquanto a moto está na garagem de sua casa, tudo por culpa do medo. Saiba o que fazer

Por conta do medo, muita gente não usa moto e passa aperto no transporte coletivo

Para começar o medo está diretamente ligado ao nosso instinto de sobrevivência. Cada vez que entramos em uma situação estressante o corpo dispara o aviso do medo. Basta chegar perto de um parapeito, um animal bravo, o escuro e claro quando alguém corre de carro ou moto. Todas são situações de risco e o nosso corpo reage de forma instintiva avisando “estamos em perigo, sai fora daí, para com isso”. Tal instinto age de forma diferente de pessoa para pessoa.

Medo é uma coisa normal é uma reação do corpo humano quando se sente ameaçado

No caso de usar a moto existem muitas variáveis que nos causam medo. Além do temor de cair (a moto se equilibra em duas rodas), temos o medo de acidente. Outras pessoas têm medo de que deixará o motor da moto morrer e fica sofrendo antes do tempo com o pensamento angustiante na cabeça “se acontecer isso, o que eu faço”.

O que é dá para fazer

Não existe uma receita mágica e cada um tem o tempo de superação do medo de acordo com suas condições psicológicas e sua habilidade. Seja como for, em primeiro lugar é preciso dominar a situação.

Passo 1 – Levante e empurre

Conseguir levantar a moto é questão de jeito e técnica

Uma dica legal é, com a ajuda de alguém, deite a moto no chão bem devagar. Agora tente levantá-la (com cuidado para não se machucar), depois é hora de empurrar a moto na rua. Isso ajuda a ter a noção do peso e, caso haja algo errado, você conseguirá tirar a moto do lugar. Com isso, você já começa a superar o medo de cair e não conseguir levantar a moto do lugar. (clique aqui e assista o vídeo)

Passo 2 – Treine em um lugar tranquilo

Rodar em locais sem carro aumenta o domínio da moto

Para dominar a situação é preciso que existam poucos riscos envolvidos, por isso, treine em um lugar tranquilo.

Procure rodar, usando equipamento de proteção, em ruas planas e com pouco movimento de veículos e pedestres. Procure dar voltas no quarteirão e tenha sempre uma atitude defensiva. Espere que os outros veículos passem e tenha sempre certeza de estar sendo visto pelos outros motoristas e pedestres. Agindo dessa forma, você começa a diminuir o medo de sofrer acidente. 

Esse período também é importante para começar a dominar os comandos de sua moto. Rode em baixa velocidade e “sinta” as reações da sua moto. Aprenda a usar o freio, assim você saberá como ela se comporta em situações de emergência.

Passo 3 – Lugar de pouco trânsito

Acostume-se a rodar com os carros, mas primeiro em ruas tranquilas

Após esse treino, você já estará mais familiarizado com a sua moto. Não tenha vergonha de pedir ajuda para alguém mais experiente e até mesmo para o seu instrutor da moto-escola. O importante é sentir-se confiante.

Mesmo os motociclistas veteranos já sentiram medo de rodar em vias muito movimentadas como as marginais Tietê ou Pinheiros, em São Paulo. Aquele trânsito frenético é capaz de intimidar qualquer um, principalmente os iniciantes.

Para superar essa dificuldade o ideal é ganhar confiança em meio ao trânsito. No começo, procure rodar em ruas de pouco movimento, nos finais de semana. Depois vá aos poucos rodando por ruas de maior movimento. Procure não andar muito devagar, pois existe o risco de atrapalhar os outros veículos e se envolver em acidente. O ideal é circular na mesma velocidade dos carros. 

Dê passagem para os outros veículos, mas não fique próximo as calçadas ou acostamento. Essa parte da rua costuma ter buracos e sujeiras que podem furar o pneu da moto ou mesmo causar a perda de controle.

Passo 4 – Agora encare o trânsito

Agora fique confiante e vá rodar junto com os outros veículos no seu dia a dia

Quanto estiver confiante, rode em vias de maior movimento. Pense como se estive em um cardume de peixes, eles são muitos e nadam na mesma velocidade e nenhum bate no outro. No trânsito é a mesma coisa, se andar muito rápido bate no carro da frente, se for muito devagar, alguém baterá em você.

Não existe uma verdade absoluta em relação ao medo, mas só existe um jeito de superá-lo: andando com a sua motocicleta ou scooter. Comece aos poucos e vá ganhando confiança, depois tente ir um dia trabalhar ou ir para a escola com sua moto. 

Passo 5 – Agora vá curtir a sua moto

Com a moto é possível conhecer novos lugares

Quando fizer isso ficará tão feliz e orgulhoso (a) que nunca mais vai querer perder tempo nos congestionamentos ou no ponto de ônibus. Tudo é questão de tempo e determinação.